5 DICAS PARA UMA OBRA MAIS TRANQUILA

CAPA BLOG

Oi, pessoal! Tudo bem?

Quem acompanha nossas redes sociais sabe que temos feito algumas obras ultimamente. E obra é sempre vista como um stress, um pepino, algo difícil de lidar e que não vemos a hora de acabar. Por um lado,  isso pode ser verdade, obra pode mesmo ser meio chato, mas é possível amenizar a situação. Por isso, selecionamos algumas dicas nossas para  diminuir um pouco todo esse sofrimento e fazer com que as coisas fluam mais tranquilamente! Vamos lá?

DET E CADERNO

 

1ª DICA: PLANEJAMENTO E PROJETO

Nossa primeira dica é de NUNCA começar uma obra sem um planejamento e um projeto. Tanto de pensar exatamente o que deseja fazer no seu imóvel como de desenvolver um projeto em si. Quando essa etapa é pulada, a chance de o resultado não sair como esperado é MUITO grande, pois no “improviso” as coisas podem não funcionar tão bem. Estudar o espaço, pensar em como será utilizado, nas circulações, nos pontos elétricos e hidráulicos que serão necessários, iluminação entre outros é essencial. O projeto e esse planejamento são o que vão permitir que você se organize financeiramente, como falaremos na segunda dica a seguir.

ORÇAMENTO

2ª DICA: ORÇAMENTOS E RESERVA:

Antes de começar a obra em si, recomendamos que sejam feitos orçamentos de todos os serviços necessários, materiais, entre outros. Com o projeto em mãos, isso fica fácil e bem fiel ao valor final de obra. Essa atitude é extremamente importante para que você possa se programar para tudo e evitar chegar ao meio do processo sem caixa para finalizar. A obra pela metade assusta, pois são os detalhes finais que fazem a diferença entre parecer uma “obra” ou um local “habitável”. É importante também prever uma reserva de pelo menos 20% do seu orçamento para imprevistos. SIM, eles vão aparecer e, para evitar que você precise deixar de fazer alguma das coisas para as quais se planejou, o ideal é contar sempre com essa reserva. Caso você não possa executar tudo o que gostaria de uma vez só, elenque prioridades. Neste caso, sempre é bom começar pelas etapas mais “brutas” e deixar os acabamentos para o final. O resultado vai ficar temporariamente com “cara de obra”, mas assim você evita ter que refazer ou desmanchar algo que já havia feito e perder dinheiro no processo.

MAO DE OBRA

3ª DICA: FORNECEDORES E MÃO DE OBRA!

Antes comprar materiais e iniciar a obra, é importante definir todos (ou o máximo que conseguir) os profissionais, mão de obra e fornecedores que irão trabalhar com você. Certifique-se de que cada prestador de serviço conheça o local antes da obra e entenda o que ele precisará fazer antes de fecharem um acordo. Priorize contratar profissionais nos quais você sinta confiança, lembre-se que eles estarão passando um bom tempo na sua casa trabalhando com algo no qual você está investindo. Então não contrate uma mão de obra com a qual você não se sinta bem ou seguro. Entenda, a cada contratação de serviço, qual etapa deve acontecer antes e qual deve acontecer depois. Por exemplo, a obra bruta deve ser a primeira: quebra de paredes, retirada de revestimentos, passagem de novos pontos elétricos etc. Em seguida, fase de colocações de forro, revestimentos, pisos e iluminação. Por último pintura e acabamentos. Só após o final da obra em si virão marcenaria, pedras, papel de parede e decorações. A ordem deve ser respeitada para que nada seja danificado, evitando perda de serviços e materiais. Uma prática que costumamos adotar e que faz  uma BOA DIFERENÇA durante o processo de obra em si, é contratar uma única equipe para fazer todos os serviços. Com alguém experiente responsável, fica mais fácil ter controle da sincronização das etapas que devem acontecer e evitamos que uma mão de obra seja prejudicada ou não entre em acordo com outra. Isso traz agilidade à obra e você se sentirá mais tranquilo sobre ter de quem cobrar caso algo saia errado. É comum, quando os serviços são contratados avulsos, ver a obra interromper porque um prestador de serviço precisa aguardar o início ou conclusão de outra etapa.  Quem trabalha em obra detesta ser obrigado a ter que interromper seu serviço tanto quanto o contratante.

MATERIAIS

4ª DICA: MATERIAIS DE QUALIDADE E DISPONÍVEIS

É EXTREMAMENTE importante escolher materiais de qualidade para a sua obra. Quem aí não lembra das propagandas das tubulações da Tigre, com a tristeza de utilizar materiais ruins e ter que refazer toda uma etapa da reforma? É isso mesmo que acontece. Escolha bons materiais, adequados ao uso que terão e nas quantidades corretas. Outro ponto importante a ser comentado sobre os materiais é tentar, sempre que possível, ter comprado a maior parte do que for ser utilizado na obra com antecedência. Revestimentos, por exemplo, podem ser por encomenda e você pode precisar esperar 1 mês ou até mais para receber o escolhido. A falta de material na obra também é o primeiro passo para que ela desacelere. Seu empreiteiro dará prioridade para outra obra e pode demorar mais tempo para voltar à sua. Por isso tenha sempre tudo à mão quando começar para que não ocorram pausas que possam atrapalhar seus prazos.  A cada contratação de serviço e compra de material, pergunte os prazos de entrega. Organize numa planilha as datas de entrega e o tempo de execução de cada etapa. Isso te trará mais tranquilidade e menos “correrias de última hora”. Claro que, como já comentamos, muitas vezes acontecem imprevistos e você poderá precisar ir comprar algo que faltou. Mas isso tende a ser reduzido quando tudo é bem planejado, ficando apenas os imprevistos mesmo para resolver. :)

BOM HUMOR

5ª DICA: BOM HUMOR E PACIÊNCIA

Essa pode ser uma das dicas mais importantes de todas as que colocamos aqui, mas BOM HUMOR e PACIÊNCIA, fazem toda a diferença na hora da execução de uma obra. Se você contratou profissionais nos quais confia, tudo será mais fácil. A comunicação é muito importante. Se algo não saiu como você estava imaginando, não surte. Converse com o profissional responsável para entender primeiro se ele já finalizou de fato aquele serviço (muitas vezes achamos que as coisas já estão prontas e erradas e na verdade apenas não foram finalizadas ainda). Caso de fato esteja errado, converse sobre a melhor forma de corrigir. Obras dão trabalho e surgem problemas inesperados a serem resolvidos, mas encarar tudo com bom humor e otimismo faz com que as coisas fluam melhor.  É importante ter paciência, pois, como já falamos, durante o processo as coisas nem sempre são muito animadoras, podem parecer estranhas ou que nada vai ficar como você imaginou. Mas com um projeto bem planejado, uma boa comunicação  e dedicação, no final vai ficar tudo lindo! E você não vai nem lembrar de toda a bagunça quando sentar no seu sofá para apreciar a linda cor de parede escolhida para a sala! 😉

 

Essas foram as nossas dicas! Se quiserem mais posts sobre obras, mandem e-mail ou comentem aqui!

Beijos e até a próxima!

ana e carol

 

Ana e Carol

 

 

 

No comments yet